lista de seguidores

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

07-12-2012 Apenas um em cada cinco brasileiros acha que piratear música é crime



Pesquisa da Fecomércio-RJ/Ipsos sobre o consumo de produtos piratas revela que a pirataria no País está deixando de ser "física" e passando para a virtual

Pesquisa da Fecomércio-RJ/Ipsos sobre o consumo de produtos piratas revela que a pirataria no País está deixando de ser "física" e passando para a virtual.

Pela primeira vez desde o início do levantamento (2006), a prática ilegal registrou queda significativa. Entre os mil entrevistados, 38% confirmaram ter comprado algum produto pirata em 2012, contra 52% que haviam adquirido no ano passado.

No entanto, por usarem cada vez mais a Internet, muitos brasileiros estão baixando músicas, filmes e até livros pela Web sem qualquer custo.
Atualmente, quase 60% dos brasileiros com acesso à Internet acreditam que baixar músicas pela rede seja uma prática dentro da lei - apenas 22% consideram um crime. Há um ano, os percentuais eram de 48% e 32%, respectivamente.

Questionados sobre uma forma de combater a pirataria, metade dos entrevistados informou que a diminuição dos impostos sobre os produtos originais pode ser o caminho mais eficaz. Já campanhas educativas, no entendimento dos brasileiros, são o que menos importa nesse debate: o peso maior recai mesmo sobre o preço final dos produtos.

A pesquisa O Consumo de Produtos Piratas no Brasil, da Fecomércio-RJ/Ipsos, foi realizada com mil pessoas em 70 cidades do país, incluindo nove regiões metropolitanas.

Fonte: IDG Now   Divulgação por IPRVida

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Páginas