lista de seguidores

domingo, 13 de janeiro de 2013

Igreja Evangélica usada para receitar óculos vira caso de policia


A Igreja Evangélica Brasil para Cristo de Itatinga/SP abriu as portas a ação da ONG de Botucatu/SP dirigida por pastores para realizar consultas oftalmológica,  mas o profissional não era habilitado para prescrever receita de óculos de grau. O pastor Carlos diz que o trabalho era para oferecer receita de graça.

No entanto a consulta era casada ficando o paciente depois de fazer a consulta optar por pagar R$ 40,00 pela consulta e fazer 0 óculos em qualquer local da cidade, ou comprar a armação pelo valor de R$ 200,00 e não pagar a receita, firmando a compra do óculos na ótica que estava dando assistência na organização da ação. O caso foi denunciado e registrado no Departamento de policia local causando transtorno para a Igreja e o pastor da denominação.

Um homem foi preso por exercício ilegal da profissão nesta sexta-feira (11) em Itatinga, SP. A equipe do Tem Notícias acompanhou uma mulher que passou por uma consulta. Ela foi atendida dentro de uma igreja evangélica. O suspeito é um optometrista, um óptico com formação universitária. Mesmo assim, segundo a legislação brasileira, ele não poderia prescrever receituários de óculos de grau.
Depois que passa pela consulta, ela é atendida por uma vendedora da ótica do grupo. Quem não compra os óculos precisa pagar R$ 40 para ter direito à receita. A mulher deixa o local sem comprar os óculos.
Cada armação é vendida, em média, por R$ 200, valor semelhante ao praticado em óticas da cidade. Os pastores responsáveis pela igreja acompanharam os atendimentos. Dois ficaram do lado de fora durante as consultas. As imagens mostram quando um deles tira do carro uma mala com armações. Depois de uma denúncia anônima, a polícia foi até o local e deteve o homem que consultava os pacientes.
Todos os envolvidos foram levados para a delegacia de Itatinga. O delegado responsável registrou boletim de ocorrência de exercício ilegal da profissão. A pena para esse crime é de seis meses a dois anos de prisão.
Na igreja foram apreendidas várias armações e equipamentos de oftalmologia. O pastor responsável pelo local alegou que não sabia que o profissional não poderia realizar consultas e que a equipe estava na cidade a convite de uma ONG de Botucatu, também dirigida por pastores. Ele disse ainda que não receberia nada pelo serviço prestado na igreja, mas outro pastor, contou que a igreja iria receber uma ajuda de custo da ótica. O optometrista não quis comentar o caso.
NOTA: O post serve de alerta para qualquer tipo de trabalho a ser realizado envolvendo uma denominação evangélica ou não precisa ser pesquisado antes para não causar este transtorno que o pastor Carlos esta passando. Amém…
post inforgospel.com.br
Deixe seu comentário no IPRVida

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Páginas